O COMPORTAMENTO DE UM EMPREENDEDOR QUE SE TORNA UM LÍDER INJUSTO



COMO ASSIM UM EMPREENDEDOR SE TORNA UM LÍDER INJUSTO OU PÉSSIMO?




Então um empreendedor pode se tornar um líder injusto quando ele passa a ser soberbo e achar que é dono de tudo. Tem líderes grosseiros, lideres presunçosos e tantas outras características de tipos injustos existentes. Também tem aqueles que não aceita novas ideias, que não gosta de ensinar, que não fala com funcionários, que não tem inteligencia social, e por ai vai.


Também existem os líderes que por ser empreendedor acha que tem que ter somente o seu negócio no mercado, criando assim a concorrência desleal, fazendo de tudo para derrubar os concorrentes. Tendo este entendimento vamos descrever abaixo uma teoria tirada da Enciclopédia Prática de Administração de Empresa Anatomia e Dinâmica de Chefia e Liderança (programada) escrita por Rogério Pfaltzgraff – não tenho a data de quando foi escrito, porém sei que é antigo, mas que as coisas que foram escritas não mudaram em nossos dias disto eu tenho certeza.







O QUE ESPERAMOS DE UM LÍDER?


Um líder é mais do que um chefe. Um verdadeiro líder é sempre muito raro encontrar. Um líder, se quiséssemos definir, diríamos assim:

Líder é aquele que vai a frente dos demais que conduz, que dirige, que inspira, que mostra o caminho, ou então que dirige qualquer ação, qualquer opinião ou qualquer movimento. Um líder sempre se destaca.

Nós no Brasil, infelizmente, ainda não estamos à altura de reconhecer um líder. Quando há um líder entre nós, fazemos questão de espezinhá-lo, de matá-lo. Isto pode parecer estranho. Mas, não é. Agora mesmo podemos citar um exemplo tirado de nossas “clinica”. E este exemplo não perece jamais, manter-se á vivo muito tempo. E só morrerá quando toda a nossa cultura mudar. E mudar cultura de um povo como o nosso, que só agora começa a se educar, é trabalho árduo, e para muitos anos.

Eis o exemplo:


O empreendimento: movimento filosófico e religioso no Brasil. O líder geral, morando na sede – num estado da federação Brasileira, O líder estadual – morando longe em outro estado. O líder estadual: como é líder de verdade, e mantém o movimento crescendo, com mais importância do que o da sede nacional, o Diretor Nacional resolve… despedir o seu “inimigo”!

Analisamos a dinâmica do exemplo abaixo:



EXAME DA DINÂMICA DO EXEMPLO CITADO


Examinemos a dinâmica do exemplo citado, tirado da nossa “clinica” e real, acontecido. Não se trata de fantasia, mas de realidade brasileira, e que serve para caracterizar o baixo nível intelectual, cultural e humano, de alguns homens…

O “movimento” filosófico e religioso somente agora começou no Brasil. Em dois estados: Porto Alegre e Guanabara; Porto Alegre é a sede nacional. O diretor nacional que mora em porto alegre tem o poder de nomear e de substituir todos os diretores, a seu bel-prazer a sede nacional. O diretor nacional que mora em porto alegre, tem o poder de nomear e de substituir todos os diretores, a seu bel-prazer. Já ai vemos um caso anormal:

*é que, a chefia e Liderança, o líder supremo pode ter o poder de nomear quando queria, e a quem queria, mas não o poder de destitui-lo de igual modo, a menos que seja PROVADA a desonestidade do líder no outro estado, sua deslealdade etc. Atentemos bem: a menos que seja PROVADA!

Mesmo, porque, no caso que fizemos questão de exemplificar, eis que se trata da existência de dois Diretores! Um nacional e outro estadual, mas, ambos Diretores. É a velha luta pelo poder. E nesta luta pelo poder, há de tudo:

Ciúmes, invejas, paixões que não podem ser traduzidas, vaidades, amor-próprio em jogo e muitas vezes ferido, etc.


Em chefia e liderança temos, pois de olhar com cuidado que o homem é o pior lobo do homem! Mormente quando o poder esta em jogo, ou quando sua vaidade está em jogo.

TRATA-SE, AFINAL DO HOMEM


Ora, tudo na vida, trata-se, afinal do homem… é este não mudou, apesar do seu desejo imenso de mudar; ainda tem as mesmas paixões, os mesmos vícios, e a mesma fome pelo poder. Do exemplo que citamos, cumpre colocar em relevo uma norma:

Atenção! Toda vez que você subir muito, embora amparando todos os que estão ao seu lado, eis que você fará muitos inimigos gratuitos, que não suportam tanto prestigio seu, tanto sucesso seu!

É preciso que você esteja em alerta contra esse fato: a inveja, o ciúme, a angústia daquele que se diz mais do que você e que, realmente, não é, mas que tem o PODER de tirar de você o seu bastão de comando. Como apanhamos em nossa “clinica” este fato para servir de análise, vamos dissecá-lo. Procederemos à anatomia. Assim teremos um exemplo dinâmico que serve á nossa análise.

O EXEMPLO DINÂMICO DESDE O SEU COMEÇO


Tudo começou assim: Um jovem muito vivo vê que sua oportunidade de liderar todo o movimento (o que serve para o nosso exemplo) no Brasil, estaria de viajem a um pais estrangeiro, onde fica a sede internacional de todo o movimento. Sua ambição, suas visitas amplas de homem de empresa (não esqueçamos que sua formação é de homem de Empresa; habituado a planos e a previsões), faz com que se ponha a caminho, pois, de tal país. Lá, faz um curso de especialização, E se faz nomear Diretor Nacional para todo o Brasil. Ele mesmo faz seus Estatutos, e uma clausula diz assim:


“Que ele poderá nomear e destituir todos os Diretores estaduais, como bem queira, dependendo apenas de sua vontade. Do seu desejo!”


Anotemos, bem, na anatomia deste exemplo tirado de nossa clinica: que toda destituição só pode ser efetuada se provado algo que venha em desabono da conduta do nomeado, sua desonestidade, sua deslealdade etc. Se assim não for. Cabe ao Diretor Estadual não aceitar a destituição e… lutar, mesmo juridicamente, se achar por bem.

Primeiramente análise do nosso exemplo:


Sua autoridade de nomear e de destituir Diretores… enquanto ele mesmo se mantém “intocável”! Pelo menos no que se refere no Brasil.

Segunda análise:


Trata-se de um poder que podemos chamar de DÉSPOTA, DITATORIAL, AUTOCRATA, FEIO, mas que tem a conveniência de “cortar a cabeça” de quem lhe fizer sombra!

ANATOMIA DESSE PODER QUE SE PODE TER EM MÃOS


O que vemos, praticamente, em todas as profissões, apesar de existirem livros que ensinam a pura teoria, a ciência, o lado certo das coisas certas, é que, quando está em foco o PODER, não há contemplação, não há misericórdia, nem mesmo harmonia!

Você que estuda CHEFIA E LIDERANÇA DINÂMICA E PROGRAMADA tem de tomar cuidado com este fato, inclusive em sua vida empresarial.

Você começa a subir. Atenção:


Se você se destacar muito pelo seu saber, e chegar a saber, talvez mais do que seus chefes, cuidado! Porque esse chefe poderá derrubá-lo, despedi-lo, porque você estará fazendo sombra a ele!

Nós, que começamos nossa vida como simples “boy”, temos assistido na prática e na carne, todo esse drama. De certa maneira, sob este aspecto, é um castigo ter nascido no Brasil. Não pelo país, que é maravilhoso, mas pelos homens que nele habitam!

Basta que assinale o seguinte: os estados Unidos nasceram em 1498, e nós, em 1500. Dois anos, apenas, de diferença. Comparemos os resultados e a mentalidade.

Em Anatomia do Poder, você deve saber que o PODER é implacável quanto aos seus meios, que são justificados sempre para que se chegue aos fins colimados.

O MOTIVO DA CAÍDA DE UM PRESIDENTE EM CHEFIA E LIDERANÇA


Então usando uma simples carta, o Diretor Nacional despede o Diretor Estadual, havendo, como motivo apenas o seguinte:



Você: Diretor Estadual, está deturpando a mensagem do Movimento, a Mensagem do Movimento, a COMUNICAÇÃO, pelo que tenho “sabido” aqui na longínqua Porto Alegre… Tenho recebido inúmeras cartas de queixas, de lamentações contra você. E isto não pode continuar. Assim sendo pelos motivos acima expostos, resolvo de acordo com a força que me dão os Estatutos, “que eu mesmo redigi e aprovei” despedir você, isto sem:

  1.         Sequer ouvi-lo;
  2.          Sem lhe dar a menor chance de defesa;
  3.          Sem lhe permitir um encontro nosso, pessoal.


Apesar de você ter criado o movimento do nada, e ter feito o que está feito agora, de grandeza e beleza, resolvo, mesmo assim, sem sequer lhe dar a conhecer:

  1.       Quem escrevia tais cartaz contra você;
  2.         E sem mostrar a você tais cartas.



           “Ah Bendito Poder! Bendita Chefia e liderança! Benditas paixões humanas! Bendita Ambição! Bendita Vaidade! E dizer-se que toda esta manifestação déspota e autocrata podem ser consideradas como legitima CHEFIA E LIDERANÇA.”



Ao que conseguimos entender nesta narrativa acima do livro é que um líder em vez de ao alcançar a sua função em vez de usa-la de acordo com as características de bondade e qualidade a que se lhe foi dado ele simplesmente passa a usurpar do lugar de outrem e a destituir a quem quer que seja para impor a sua vontade nem que seja a força. Como diz:

“Se não puder ser do meu jeito que saia nem que o seja com a morte.”




Então por fim o que quero dizer aqui é importante você se tornar um empreendedor, mas quando ver que necessita de participar das concorrências, pense bem se esta fazendo corretamente, ou se esta tentando derrubar o seu concorrente para se manter no mercado e se vale a pena isto. Ao mesmo tempo quando for lidar com seus funcionários se esta sendo um péssimo líder, ou se esta dando valor a quem faz o seu negócio funcionar e crescer.
O que vimos aqui nesta história é que enquanto o líder nacional saiu e foi fazer cursos e aprender o que lhe parecia no seu interesse o líder local ou de estado daquela determinada empresa estava fazendo a empresa crescer, trabalhando por interesse de um todo, porém alguns ali e até mesmo o líder nacional não gostou da inteligencia e do trabalho dele acreditando que ele estava querendo ser o “dono” de tudo, então mesmo ele tendo conhecimento dos bens feito por aquele homem ele preferiu sem lhe dar explicações tirar o seu cargo, ah muito isto acontece em nossos dias. Na politica o chefe da câmara quer ser o presidente do Brasil, na igreja o porteiro da igreja querendo ser o pastor, na escola o professor querendo ser o diretor, na empresa como aqui o diretor nacional derrubou o do estado as vezes as coisas se inverte sim porque muitas vezes o líder também por medo de um subordinado que começa se destacar acreditando que o mesmo pode tomar seu lugar. Este é o mundo que vivemos o texto destaca que é o Brasil, sim pode ser em parte, mas na verdade é o mundo desde o céus nos céus Lúcifer tentou tomar o lugar de Deus e aqui na terra usa dos povos para fazerem de guerra, e de tantas coisas para lançar o homem contra o homem.
Agora você que tem a vontade como já dito de ser um empreendedor um líder, procure ser uma pessoa sensata e buscar um meio legítimo de se destacar, e não seguir os maus exemplos.



           








Nenhum comentário:

Postar um comentário