3 PASSOS PARA ENTENDERMOS A IMPORTÂNCIA DA TERCEIRIZAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO



A TERCEIRIZAÇÃO TEM CONTRIBUÍDO MUITO PARA ALAVANCAR O EMPREENDEDORISMO NO BRASIL. AGORA VOCÊ IRÁ CONHECER 3 PASSOS QUE AJUDOU PARA QUE ISTO POSSA ACONTECER!  





1. Uma nova ordem mundial – Abrindo portas para pequenas empresas


Diminuição de custos com terceirização


Até 1980, ninguém dava muita importância para empresas com menos de 100 funcionários. Só nas duas últimas décadas do século XX, quando as grandes empresas começaram a diminuir seus custos e o número de empregos, é que as micro  pequenas empresas começaram a crescer, fornecendo diversos produtos e serviços para as grandes.




Era o processo de terceirização, que se espalhou por todo o mundo, aumentando a importância dos pequenos negócios para a economia dos países.

No mesmo período, a evolução tecnológica encurtou a distância e  facilitou o acesso a informação. Hoje em poucos segundos, uma empresa da Tailândia, que fabrica rádios de pilha para a Índia, pode fazer um pedido de parafusos para uma empresa, no interior do Brasil.
Este processo de diminuição de distâncias e quebra de barreiras comerciais entre nações é chamado de globalização.

Foi mais ou menos isso que aconteceu no Brasil, na década de 1990, durante a abertura da economia. a entrada de produtos importados ajudou a controlar os preços, uma condição importante para o País. 

2. Uma nova ordem mundial – A internet


INICIO DA INTERNET NO BRASIL 


A partir de 1994 a Internet entrou em nossas vidas no Brasil e tornou-se o ambiente de relacionamento virtual que hoje usamos continuamente, com isto foi possível expandir a terceirização e também ampliou-se junto o outsourcing que mediante a internet sendo o mesmo a versão baseada na Internet da terceirização facilitou para o crescimento das empresas sendo de telemarketing, suportes e atendimento em geral este processo ocorre quando um departamento, ou mesmo toda uma área de trabalho, transfere tarefas e projetos para uma empresa subcontratada sendo esta grande ou pequena empresa. Assim ampliando a contração de mãos de obras e abrindo o caminho para novas empresas que se estabeleceram no mercado do empreendedorismo podendo criar seus negócios online para prestação de serviços. Sendo estes serviços prestados online.

Como podem estes serviços ser facilmente conseguidos através da internet, são principalmente serviços estes  de áreas das Tecnologias da Informação (TI) e de Marketing que são mais frequentemente transferidos para uma empresa subcontratada. Exemplos de tarefas assim realizadas podem ser a programação e web design, produção multimédia, suportes diversos entre outros. Com a terceirização, uma variante do outsourcing, as tarefas respectivas podem ser localizadas noutro país. Isso pode representar tarefas de negócio, ou mesmo processos de negócio, mas também pode-se ampliar no nosso pais criando assim novos negócios e empreendimentos.

Já com o Nearshoring, a Terceirização (ou Offshoring), dispõe também da sua própria variante. Enquanto o primeiro deslocaliza tarefas para um país em geral muito distante noutro continente, o último é, tal como o nome sugere, uma deslocalização mais perto de casa, ou então com o Homeshoring, em quanto variante do outsourcing, descreve a localização de serviços de terceiros que não são realizados por empresas, mas por particulares que trabalham em casa. Esta forma de trabalhar também é conhecida como Home-Office ou muitas vezes teletrabalho crescendo em nosso país tanto para empresas que contratam com CLT, ou então como free lance.

3. Uma nova ordem mundial – a lei


Reforma Trabalhista


Terceiro e último passo relacionado a esta nova era foi a aprovação de uma lei da reforma trabalhista no qual teve um enfase em terceirização deixando assim transparecer mais oportunidades para criação de novas empresas como empreendedor o micro e pequeno empresario.

Até a aprovação da Reforma Trabalhista em vigor desde 11/11/2017 a terceirização da mão-de-obra tinha regras muito rígidas e o Tribunal Superior do Trabalho sempre entendeu que a terceirização só era lícita se a tomadora do serviço contratasse a mão-de-obra terceirizada para a atividade-meio, tais como vigilância privada, recursos humanos, portaria, recepção, limpeza, etc. Já a terceirização da atividade-fim da empresa era considerada ilícita e trazia o vínculo empregatício do empregado terceirizado com a empresa contratante tomadora do serviço, porém, a mudança efetivada pela Reforma Trabalhista passou a regulamentar a prestação de serviços a terceiros pelas empresas e a Reforma Trabalhista sistematizou a terceirização no nosso pais. Logo, resultou superada a distinção entre atividades-fim e atividades-meio, ou seja, toda e qualquer atividade pode ser terceirizada. Ainda assim, entende-se que a intermediação de mão-de-obra não é admita, por resultar em fraude ao vínculo de emprego com o efetivo empregador (art. 9º da CLT) e em violação ao valor social do trabalho (art. 1º, inciso IV, da Constituição da República), o qual não pode ser tratado como mercadoria. Desse modo, a terceirização deve envolver a prestação de serviços e não o fornecimento de trabalhadores por meio de empresa interposta. Portanto, defende-se o entendimento de que os referidos serviços, na terceirização, devem ter certa especialidade.

Isso é confirmado pelo art. 5º-B da Lei 6.019/1974, incluído pela Lei 13.429/2017, no sentido de que o contrato de prestação de serviços deve conter: qualificação das partes; especificação do serviço a ser prestado; prazo para realização do serviço, quando for o caso; valor.

Cumprindo-se as regras da lei dentro de tudo que este proposto, você pode ser tanto pessoa física ou jurídica para prestação de serviços, porém para contratação tem que se entender melhor a lei para poder vir a contratar um terceirizado se faz necessário ser pessoa jurídica.

Agora que vemos uns dos três passos importantes na terceirização vemos que com isto hoje no Brasil nestas ultimas décadas existem várias modalidades de trabalho sendo muitas destas desenvolvida pela internet, onde uma empresa pode acessar de qualquer lugar, uma pagina de web e realizar procedimentos diversos como contabilidade, vendas, serviços de suportes, recursos humanos, divulgação de trabalhos por meio do marketing e publicações. Não somente estes trabalhos, mas estes são uns dos mais utilizados. Por isto nós vemos em toda a internet em uma pesquisa básica várias informações hoje trabalhe com marketing digital, crie seu negócio online e assim por diante, pois o que aqui se propõe que a partir do momento que você tenha ou não uma mercadoria ou serviço, você pode levar este para a internet através da divulgação podendo assim vender o seu produto para o mundo e não somente para a sua comunidade local. 

Lembrando que para isto, precisa-se de experiência pesquisa e conhecimento este conhecimento você pode já ter prévio, ou então estudar o Sebrae tem uma vasta plataforma EAD de cursos para quem quer ser empreendedor, e existe também uma plataforma na internet a hotmart que pode assim ajudar na criação do empreendedorismo online assim facilita hoje as oportunidades para os pequenos empreendedores que estão no início de suas prestações de serviços.



      
                                                                                                
                                                                                           


                                                                                         
                                                                                                                                                                                                    







Nenhum comentário:

Postar um comentário